31.7.11

azulejo


















Olhou pra si.
Tinha buracos por todo o corpo.
Era tanto buraco que as correntes de ar gelado passavam por ela e saiam do outro lado, como se não estivesse ali.
Seu corpo-buraco era só dor.
Doía tanto que ela não conseguia nem chorar.
.

Um comentário:

aliadoshrc disse...

ola moça me add ai se poder fica na paz