15.10.09

sem reboco



trincheiras de esquecimento
sonhos que diziam muito
alguns saltos no vazio
chuvisco de tarde fria
calor de cimento cinza
olhos que se atravessam
mãos que buscam abrigo

onde nada era certeza

somente sua presença
sua lança e sua espada
o espelho que indicava

não sabia se tinha pés
mas sabia que tinha asas.

*

As folhas se balançavam e queriam dizer algo.
Mas ela não escutava.

2 comentários:

André disse...

Preciso do seu email de contato....aguardp retorno...obrigado, André Pascowitch

ve amores disse...

oi andre,
pode me achar no
veamores@yahoo.com.br
ou
adoramores@hotmail.com

sorte e amor.

V